Como escrever uma página de vendas INCRÍVEL

SalesPark Banner
Gil Machado

Autor: Gil Machado

Founder da SalesPark e Empreendedor Digital.

25 Jan, 2024

Como escrever uma página de vendas incrível

Queres escrever uma página de vendas incrível rapidamente? Então tens de aprender os 12 pontos essenciais que deve conter uma página de vendas.

Fazer passo a passo cada uma destas 12 partes torna o processo mais fluído e simples, enquanto facilita a sua criação e respetiva conclusão.

O conceito chave que não podes esquecer:

O objetivo de cada parte é levar as pessoas para a próxima parte da página de vendas.

Vamos lá começar!

 

Parte #1: Título

A primeira coisa a pensar é no título, que pode consistir num pré-título, título e subtítulo.

Exemplo: Atenção: Todos os Funnel Hackers

Como escrever TODAS as páginas de vendas, guiões e slides de um webinar (em menos de 10 minutos) SEM contratar um copywriter! (Isto funciona mesmo se ODEIAS escrever e não queres saber NADA sobre copywriting!)

Lembra-te, o propósito do título é atrair a atenção das pessoas certas.

O que fizemos nesta parte do título? Captámos a sua atenção e comunicamos qual a intenção desta página de vendas em poucas palavras.

Agora, imagina que estás a fazer um anúncio de venda em vídeo… O mais importante são as primeiras palavras que dizes.

Exemplo: Precisas de escrever uma página de vendas incrível? Olá, o meu nome é X. Nos próximos minutos vou mostrar-te como escrever uma página de vendas espetacular rapidamente.

O teu título num anúncio de vendas em vídeo ou num guião falado devem começar com essas primeiras frases.

A primeira parte captou a atenção deles, depois identificaste-te e, por fim, ficaram a saber o que esperar.

 

Parte #2: Afirmação Chocante

O segundo bloco é uma afirmação chocante. A maioria das pessoas age num estado hipnótico. Mal prestam atenção ao que estás a dizer ou ao que estão a ver ou ler.

A mente deles está distraída com pensamentos do tipo:

“Esqueci-me de pagar a conta da água.” “Preciso de ir ao supermercado.” “Não me posso esquecer de ligar à Ana.” “Amanhã é a data limite para enviar a leitura da luz.”

Todas estas distrações invadem os seus cérebros.

O teu trabalho é chocá-los, para que parem o que estão a fazer e prestem atenção a ti e consegues fazer isso com uma afirmação ou imagem chocante.

Uma afirmação chocante pode ser algo que vai contra algo que eles consideram como verdadeiro ou algo que suspeitam que seja verdade. Usa uma afirmação do tipo: “Sabias que?”

Exemplo: “Sabias que a maioria das pessoas que tenta escrever uma página de vendas falha miseravelmente? É verdade. Alguns até vão à falência e perdem as suas casas!”

Outro exemplo: Sabias que 99% das pessoas que começam a escrever um livro nunca terminam, e carregam esse arrependimento como uma corrente de 50 quilos ao redor do pescoço pelo resto das suas vidas?

Chama a atenção, certo?

Lembra-te: Queres que eles PAREM o que estão a fazer e prestem atenção a cada palavra que estás a partilhar.

 

Parte #3: Define o Problema

Para definir o problema usa uma fórmula chamada: Definir Problema, Agitar, Resolver, que discutimos em detalhe aqui.

Quando defines o problema, estás a dizer-lhes inequivocamente o problema exato que enfrentam

“Aqui está o problema que enfrentas…” Podes usar essa exata expressão e preencher o espaço em branco.

Um exemplo para o nicho de fitness: Aqui está o problema que enfrentas: como sociedade, tornámo-nos tão sedentários que os jovens não sabem como ter um estilo de vida saudável e permanecerem ativos.

Parte #4: Agitar

Mostraste-lhes o problema, mas isso não é suficiente.

Neste passo é onde tu focas ao máximo na dor. Tornas ainda pior a situação utilizando a afirmação: “O que significa que tu…”

Exemplo: O que significa que vais lutar com o sedentarismo pelo resto da tua vida e nunca viveres o teu máximo potencial. O que significa que nunca partilharás a tua mensagem com o mundo e quando morreres, a tua mensagem morre contigo.

Queres que eles pensam: “Ok, isto doeu/tocou na ferida. Não quero que isto me aconteça. Ajuda-me!”

Parte #5: Apresenta a Solução

Agora apresentas o teu produto ou serviço que tem a solução que eles precisam para o problema que acabaste de agravar.

Depois de lhes dares um “murro” e piorar a situação, dizes: “Felizmente para ti, agora há uma solução. Deixa-me apresentar-te…”

Exemplo: “Felizmente para ti, agora há uma solução. Deixa-me apresentar-te o Curso de 7 Dias para desbloquear a escrita – um curso revolucionário que ajuda qualquer pessoa a escrever e publicar o seu próprio livro em menos de uma semana, começando do zero.”

É só isso que tens de fazer: introduzes a solução com “Deixa-me apresentar-te…”

Outros exemplos: “Deixa-me apresentar-te o meu novo programa de coaching.

Deixa-me apresentar-te um software incrível que escreve toda a copy de vendas por ti.

Deixa-me apresentar-te um livro de leitura rápida que vai mudar para sempre a tua vida através do investimento imobiliário.”

Parte #6: Usa tópicos para despertar curiosidade

Depois de introduzires a solução, demonstra por tópicos as características do teu produto ou serviço e os benefícios para que quem leia fique com curiosidade e desejo pela tua solução.

Utiliza entre 6 a 10 pontos. Os melhores.

 

Parte #7: Quem és tu?

Fala às pessoas sobre ti e porque és a pessoa certa, com as competências e qualificações necessárias para lhes dares a solução que tanto procuram.

Dependendo do produto ou serviço digital que estejas a criar, pode ser uma frase ou um texto mais extenso em que falas sobre ti, as tuas competências, a tua formação, conquistas e como chegaste onde estás hoje.

Resumindo: este sétimo ponto responde à pergunta “porquê tu.

 

Parte #8: Prova/Testemunhos

Esta oitava parte responde à pergunta “porque devo acreditar em ti?”

Usa agora os teus testemunhos e o que tiveres que comprove os resultados ou soluções que dizes que o teu produto ou serviço pode trazer para a vida da pessoa.

É fácil introduzir esta prova social.

Por exemplo: “Mas não acredites só na minha palavra. Vê isto.”
Esta é sempre uma ótima transição para esta secção.

O melhor conselho: diz sempre a verdade e comprova.

 

Parte #9: Resume a Oferta e Dá o Preço

Nesta secção, deves dizer exatamente o que vão receber, como vão receber, quando vão receber e quanto custa.

Exemplo de Coaching:

  • Este é um programa de coaching de seis semanas que começa nesta data
  • Será entregue semanalmente
  • Haverá sessões de Q&A

Seja o que for, diz-lhes exatamente o que vão receber, quando vão receber, como vão receber e quanto custa.

Em relação ao preço… Algumas pessoas dizem que deves fazer uma redução grande de preço quando revelas o preço.

Em alguns casos, as pessoas são imunes a isso, especialmente se não estás a vender pessoalmente ou num webinar.

Por exemplo, imagina que estás a apresentar a oferta em texto ou numa página web onde não estás presente para fechar a venda, se disseres a alguém: “Normalmente, isto custa 297€, mas hoje vais conseguir por 2,50€!” isso não vai funcionar.

Vão pensar: ”Tretas…”, mesmo antes de terminares de ler a frase.

Podes dizer: “Normalmente este é o preço, mas hoje vais pagar apenas X.”

Queres que as pessoas sintam que estão a fazer um ótimo negócio, e este é o momento para o fazer.

Aviso: Geralmente, quem por preço vem, por preço vai!

Se toda a justificação para comprar o que vendes é um preço baixo, muito dificilmente vais ganhar dinheiro… Se ficares conhecido pela “pessoa que cobra mais barato” é muito pouco provável que o teu negócio cresça.

Parte #10: Bónus e Adoçantes

Se tens bónus, poupanças especiais, um serviço extra incluído, ou qualquer outra coisa para os convencer, é aqui que lhes falas sobre isso.

Nesta secção, acrescentas mais valor à oferta.

Seja uma sessão individual contigo, acesso a uma sessão em grupo restrito ou qualquer coisa que os faça sentir que estes bónus acrescentam imenso valor à oferta e que vai ajudá-los (ainda mais) a resolver o problema/dor que têm.

Certifica-te de mostrar a razão destes bónus serem um complemento tão valioso à oferta principal.

Dica: Para aumentares a eficácia da tua oferta, acumulas bónus até o valor total da tua oferta ser 10 vezes o preço que cobras.

MAS CUIDADO… Não adiciones um exagero de bónus só para acumular e sem qualquer valor extra. Sê estratégico. Usa esses bónus para criar uma oferta que faça tanto sentido e pareça tão certa que as pessoas seriam loucas em dizer “não”.

Parte #11: Garantia

A garantia é onde eliminas o risco. Novamente, pode ser um parágrafo ou uma única frase.

Podes simplesmente dizer “Garantia de 30 Dias Sem Perguntas”.

Aqui é o momento de eliminares todo o risco que a pessoa possa ter.

 

 

Parte #12: Hora de ação!

Já disseste ao teu comprador tudo o que ele precisa saber sobre o produto ou serviço.

Este é o momento de os incentivar a agirem, de os incentivar a comprar!

Pode ser um botão que diga: “Clica aqui para comprar agora!”, “Compra agora!”, “Transforma a tua vida agora!”, “Clica aqui para te inscreveres!”

Conclusão

Esta fórmula de 12 passos funciona e deves de a aplicar pela ordem que te foi dada, se queres fazer mais vendas!

Ao seguires este processo, passaste por todas as objeções, resolveste todos os problemas do possível comprador ao guiá-lo por este processo psicológico de avaliar se devem comprar ou não. Cada uma destas secções pode ser parágrafos, frases ou apenas algumas palavras.

Nota: Este artigo foi inspirado na fórmula de carta de vendas desenvolvida por Jim Edwards, um método comprovado que tem ajudado empreendedores a comunicarem eficazmente o valor dos seus produtos e serviços.

Também podes gostar de….